A ROSA DE SAROM - CASA DE ORAÇÃO

"Portanto, visto que temos este ministério pela misericórdia que nos foi dada, não desanimamos. Antes, renunciamos aos procedimentos secretos e vergonhosos; não usamos de engano, nem torcemos a palavra de Deus. Ao contrário, mediante a clara exposição da verdade, recomendamo-nos à consciência de todos, diante de Deus. Mas se o nosso evangelho está encoberto, para os que estão perecendo é que está encoberto. O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. Mas não pregamos a nós mesmos, mas a Jesus Cristo, o Senhor, e a nós como escravos de vocês, por causa de Jesus.”
2ª Coríntios 4:1 a 5.

O QUE É “LAVAR OS PÉS”?

Todas as Palavras, todos os ensinamentos, todas as atitudes e todos os gestos que Jesus Cristo falou, ensinou, mostrou, teve e manteve, têm uma importância divina. Nada do que está escrito na Bíblia é por acaso, porque Jesus Cristo é Deus, logo, tudo o que Ele fez tem um propósito. Em João 13:1 a 17, durante a ceia que Jesus teve com os seus discípulos, antes da festa da Páscoa, Ele lavou os pés deles, mas porque fez Jesus esse gesto? Que ensino estava por trás dessa atitude de Jesus? Que falou Ele?

“Um pouco antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que havia chegado o tempo em que deixaria este mundo e iria para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim. Estava sendo servido o jantar, e o diabo já havia induzido Judas Iscariotes, filho de Simão, a trair Jesus. Jesus sabia que o Pai havia colocado todas as coisas debaixo do Seu poder, e que viera de Deus e estava voltando para Deus; assim, levantou-se da mesa, tirou Sua capa e colocou uma toalha em volta da cintura. Depois disso, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos seus discípulos, enxugando-os com a toalha que estava em Sua cintura. Chegou-se a Simão Pedro, que lhe disse: “Senhor, vais lavar os meus pés?” Respondeu Jesus: “Você não compreende agora o que estou lhe fazendo; mais tarde, porém, entenderá”. Disse Pedro: “Não; nunca lavarás os meus pés!”. Jesus respondeu: “Se Eu não os lavar, você não terá parte Comigo”. Respondeu Simão Pedro: “Então, Senhor, não apenas os meus pés, mas também as minhas mãos e a minha cabeça!” Respondeu Jesus: “Quem já se banhou precisa apenas lavar os pés; todo o seu corpo está limpo. Vocês estão limpos, mas nem todos”. Pois Ele sabia quem iria traí-lo, e por isso disse que nem todos estavam limpos. Quando terminou de lavar-lhes os pés, Jesus tornou a vestir Sua capa e voltou ao Seu lugar. Então lhes perguntou: “Vocês entendem o que lhes fiz? Vocês me chamam ‘Mestre’ e ‘Senhor’, e com razão, pois Eu o sou. Pois bem, se Eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz. Digo-lhes verdadeiramente que nenhum escravo é maior do que o seu senhor, como também nenhum mensageiro é maior do que aquele que o enviou. Agora que vocês sabem estas coisas, felizes serão se as praticarem.”

Jesus sabia o que todas as pessoas também devem saber, a partir do momento em que O aceitam como seu Único Deus e Salvador: “Ele sabia que o Pai havia colocado todas as coisas debaixo do Seu poder, e que viera de Deus e estava voltando para Deus.” Todos nós que entregámos a nossa vida para Jesus, e que começámos a trilhar o Caminho em direcção à Vida eterna ao Seu lado, também devemos saber que pela fé em Jesus Cristo somos filhos de Deus; que nascemos de novo, e sobretudo que temos connosco o poder do NOME DE JESUS (Leia mais sobre este assunto clicando no título em azul), para combater satanás e os seus demónios, e eles não nos poderão fazer mal algum. No Evangelho de João 3:3 diz. 

“Em resposta, Jesus declarou: “Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo.

João 1:12,13 diz.

“Contudo, aos que O(a Jesus) receberam, aos que creram em Seu Nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus.” 

Gálatas 3:26, 27.

“Todos vocês são filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus, pois os que em Cristo foram baptizados, de Cristo se revestiram.” 

1ª João 3:2,3

“Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que, quando Ele(Deus) se manifestar, seremos semelhantes a Ele, pois O veremos como Ele é. Todo aquele que Nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, assim como Ele é puro.”

Temos de valorizar o facto de sermos filhos de Deus sem duvidarmos, e não nos escondermos disso perante o mundo descrente. Temos o poder do Nome de Jesus, porque fomos revestidos com o mesmo poder do alto que ungiu Jesus: Filipenses 2: 9 a 11

“Por isso Deus O exaltou à mais alta posição e lhe deu o Nome que está acima de todo nome, para que ao Nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.”

Lucas 10: 19

“Eu(Jesus) lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano.”

De seguida Jesus levantou-se e começou a lavar os pés dos discípulos, quando se aproximou de Simão Pedro, ele não quis que Jesus lhe lavasse os pés, mas Jesus respondeu: “Se Eu não os lavar, você não terá parte Comigo”. E mais à frente explica: “Quem já se banhou precisa apenas lavar os pés; todo o seu corpo está limpo. Vocês estão limpos, mas nem todos”. Todos os crentes em Jesus Cristo precisam de “lavar os pés”, ao percorrerem o Caminho de volta para Deus. Isto significa que de facto, os nossos antigos pecados já foram apagados, mas nós seremos tentados a pecar conscientemente ou inconscientemente, seja em pensamentos ou acções. Só Deus conhece o coração das pessoas, e só através da Palavra de Deus que é a Bíblia, saberemos o que é certo e errado, segundo a opinião Dele. Por isso Jesus disse que nem todos estavam limpos, porque Judas o ía trair, o diabo já havia entrado nele. Jesus perguntou depois: “Vocês entendem o que lhes fiz? Vocês me chamam ‘Mestre’ e ‘Senhor’, e com razão, pois Eu o sou. Pois bem, se Eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz. Digo-lhes verdadeiramente que nenhum escravo é maior do que o seu senhor, como também nenhum mensageiro é maior do que aquele que o enviou.” Este ensino que Jesus nos dá é muito importante. Só verdadeiros irmãos em Cristo, cientes e praticantes do verdadeiro Evangelho de Jesus, cheios da Sua plenitude e cheios do Espírito Santo, conseguem ser humildes para “lavar os pés” a outros irmãos, ou seja, exortar, admoestar aqueles que consciente ou inconscientemente não estão a andar em santidade. É sempre difícil o acto de lavar os pés. A nossa carne não gosta, nem quer desempenhar essa tarefa, nem a carne de quem vai ser exortado gosta de ouvir a exortação, mas Jesus deu o exemplo por alguma razão. Ai de quem se julgue maior ou mais importante por estar a “lavar os pés” ou a exortar o outro. De outro modo, é igualmente necessário ser humilde para aceitar a “lavagem de pés” ou a exortação, e pedir perdão a Deus. A carne nunca gosta de ser admoestada, porque se sente humilhada. Mas o verdadeiro cristão não vive pelo que sente, mas sim pelo que crê. Por isso Jesus termina este ensino dizendo: “Agora que vocês sabem estas coisas, felizes serão se as praticarem.”